Casa Tiradentes

Casa Tiradentes

Casa Tiradentes, um pedacinho da história de Minas! 

Um dos pontos turísticos mais importantes de Ouro Branco, a Casa de Tiradentes faz parte da história da Inconfidência Mineira ,
porque, ali, Tiradentes e os inconfidentes se encontravam.Também ali, figuras importantes como D. Pedro II pernoitavam e trocavam de cavalos.

Casa Tiradentes

Era um antigo ponto de cobrança de impostos, em ouro, exigidos pela côrte portuguesa.

Mais conhecida como “Fazenda das Carreiras”  ou “Casa Velha de Tiradentes”, é um belo exemplar da arquitetura do século XVIII. Segundo a tradição, a Fazenda das Carreiras era um local de criação, venda ou troca de cavalos para aqueles que faziam a viagem desde o Rio de Janeiro até Vila Rica, pela Estrada Real.

Seu nome teria se originado de supostas corridas realizadas para comprovar a qualidade dos animais que eram objeto de venda ou troca.

Casa Tiradentes

Tem características típicas da arquitetura rural do período:

paredes de pau-a-pique, telhado entrelaçado com cipó amarrando as estruturas de madeira, pisos de tábua corrida, trancas reforçadas, sala para guarda valores, uma grande varanda contornando todos os cômodos, e uma senzala onde eram acorrentados e castigados os escravos.Na entrada principal da casa foi preservado o guichê que era utilizado para o comércio do ouro.

Considerado um dos remanescentes mais antigos do caminho que serviu à conspiração mineira contra o império português, o casarão era o local que abrigava as reuniões secretas dos inconfidentes.

 

Entre as muitas viagens para a difusão dos ideais de liberdade da Inconfidência, Joaquim José da Silva Xavier ( Tiradentes ) esteve várias vezes hospedado na casa, surgindo daí a referência a seu nome.

Atravessando a “Estrada Real”, encontra-se o antigo pouso de tropeiros, também construído em pedra e madeira, amarrada com embiras, onde se abrigavam os tropeiros comuns e suas bagagens, enquanto que os visitantes ilustres se hospedavam na sede da fazenda.

Casa Tiradentes

Do “Diário de Viagem de D. Pedro II”, na data de 30 de março de 1881, quando da sua segunda viagem à província de Minas Gerais, destaca-se o seguinte trecho: 

Casa Tiradentes

“Carreiras, casa onde se reuniam os inconfidentes. Vi a mesa e os bancos corridos de encosto, onde assentavam. São de maçaranduba e estão colocados na varanda.
Perto do Arraial de Ouro Branco, às 10 horas, vieram me encontrar Gorceix e outros. Gorceix já está um verdadeiro mineiro, e fala corretamente o português.” 

 

A “Fazenda das Carreiras” foi tombada como Patrimônio Histórico e Cultural do Município em 18 de novembro de 1997, e pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais
em 07 de dezembro de 1999.

Curta nossa página do Visite Minas no FaceBook

Mais Notícias sobre Ouro Branco ? Veja mais notícias sobre Ouro Branco